Kangueiko

É um treinamento de sacrifício, realizado no inverno, às 5h da manhã, durante uma semana, que exige muito do praticante a parte física e mental. Tem o objetivo de transpor barreiras e fortalecer o espírito, no entanto, a parte psicológica é a mais difícil, porque nos leva todos os dias a suportar as baixas temperaturas e o horário exigido.

“Muitos começam, mas poucos terminam”

Origem do Kangueiko

A palavra "Kangueiko" é Japonesa como certamente já notaram, o seu significado é "Treino de Inverno", literalmente que dizer, Kan = frio e Geiko = treino. Treino de Inverno ou Treino no Frio, não parece ter qualquer importância, afinal treinar no Inverno todos treinamos, seja que modalidade desportiva for, ninguém passa o Ano sem sentir o Inverno.

Era Janeiro do Ano de 1976, o Mestre Doshu Honda mandou-me perguntar à Classe de Aikido, quem estaria interessado em participar num treino muito especial. O treino começaria às 6.00h e teria a duração de uma hora e seria de Segunda-feira até Sábado, dizia eu à Classe, ao mesmo tempo que ele me transmitia num "difícil" Inglês. De imediato comentei o início da hora, recordando que à Segunda, Quarta e Sexta-feira havia outra actividade desportiva que começava exactamente à mesma hora. O Mestre olhou para mim compreendendo que não tinha percebido e repetiu com um ar mais sério possível. - O treino começa de manhã!

Treino no frio - Neve a mais dura forma de treinar.Quando os praticantes ouviram que era de manhã, ficaram todos surpreendidos e até alguns preocupados, porque trabalhavam e pensaram que não seria possível a sua participação. Dum momento para o outro tínhamos cerca de 22 praticantes interessados em participar, eram todos adolescentes ou adultos, não havia crianças nesse tempo.

A sala onde treinávamos nesse tempo, era o pequeno pavilhão, que se situa no lado direito do portão principal do Clube Naval Setubalense. Aquele pequeno pavilhão ainda tinha visível o título "Mocidade Portuguesa" por cima do portão da entrada, foi usado em tempos por esta organização juvenil do tempo Fascista.

Na Segunda-feira seguinte levantei-me às 5.00h agasalhando-me o melhor possível para o frio que estava na rua. Do bairro onde morava até ao Clube Naval ainda levava cerca de 1/2 hora a andar a pé, tinha que sair mais cedo, eu é que tinha a chave do Pavilhão e não convinha ninguém estar à minha espera, com o frio que estava.

Quando cheguei ao local, o frio era mais intenso devido à brisa que vinha do Mar, o frio parecia que cortava o rosto. Todos os 22 compareceram ao treino e quando o Mestre disse que tínhamos que vestir o Dogui e ficar descalços, notou-se que muitos dos presentes não estavam à espera de ouvir tal coisa, ficar descalço??!!
O Dogui estava gelado e a minha pele arrepiou-se toda quando o vesti, os pés estavam quentinhos até que entrámos para cima dos Tapetes do Dojo, foi impressionante verificar como ficaram gelados em poucos minutos. Alguns dos praticantes levantavam os pés como se estivessem a pisar picos, o frio era profundamente desagradável, para aquecer começámos aos saltos e a esfregar com as mãos.

Mais Informação....

Escvreva mais um pouco , o site tem que ser referencia sobre kangueiko,....

etc... etc ...etc... etc ...etc... etc ...etc... etc ...etc... etc ...etc... etc ...etc... etc ...etc... etc ...etc... etc ...etc... etc ...etc... etc ...