Conheça nossa História

Como tudo
começou!

No ano de 1968, Marco Antônio Barbosa conhecido como Barbosinha, nasceu em Araçatuba, interior da cidade de São Paulo. Era uma criança muito ativa, corria na rua, nadava no rio, subia em árvore.

 

O estímulo para iniciar os treinos assim como de muitas outras crianças foi o desconforto com ao bulling que sofria de outros meninos, tinha a motivação interna de “Não querer ser menos”. Aos 13 anos iniciou a prática esportiva de uma forma lúdica, influenciado pelo seu Pai Manuel, com quem havia treinado Judô quando tinha 7 anos.

Mais tarde seu professor Omar, o identificou como um talento e para que pudesse desenvolvê-lo estimulou a transição da fase esportiva para fase competitiva ao aconselhá-lo a residir e treinar em Bastos, cidade Paulista com forte influência da colônia Japonesa, conhecida pela disciplina e treinos rigorosos dirigidos pelo Sensei Uichiro Umakakeba de quem recebeu a Faixa Preta de judô em 1986 aos 18 anos.

 

Barbosinha permaneceu por três anos em Bastos, e foi forjado pela severa disciplina que incluía a proibição de assistir televisão e até mesmo namorar e se destacou por cumprir o combinado.

 

Tecnicamente, Barbosa sobressaia nos treinos de judô por sua habilidade na luta de solo pela forma como pesava e estrangulava seus adversários aplicando técnicas “ne waza” transmitidas pelo professor Umakakeba, retiradas de livros editados em Japonês.

 

Seu comportamento exemplar e a vontade de crescer no esporte acabou o levando para o Japão, onde morou entre 89 e 90. Durante esse período, dividia seu tempo entre os treinamentos de Judô e a igreja Tenrikyo que havia financiado sua estadia. (falar mais da experiência no Japão).

 

Quando voltou para o Brasil, Barbosa já era um atleta conhecido, e através de seletivas conquistou sua vaga na seleção Brasileira de Judô, o que lhe rendeu a vaga para os Jogos Pan-americanos de Cuba e Campeonato Mundial da Espanha em 1991.

 

Em 1992, atuando como atleta do Esporte Clube Pinheiros, recebeu, por intermédio de Zaga, seu parceiro de treino, os primeiros ensinamentos sobre o esporte que o consagrou o Jiu Jitsu. Trabalhando no projeto chamado USP/XEROX como professor de Judô, foi estimulado por alguns alunos da Universidade, lutadores de Jiu e que o admiravam por sua destreza ao lutar no chão, a conhecer e a praticar o Jiu Jitsu.

 

A partir daí, iniciou seus treinamentos na equipe Companhia Paulista com aulas ministradas pelo Roberto Godoy e o Macaco.

 

Como desenvolvimento natural, passou a compartilhar o conhecimento que acumulou e concomitantemente com sua participação nos mais expressivos campeonatos da época passou a treinar seus próprios alunos iniciando como professor na academia da Rua Cubatão, posteriormente em várias outras academias (Reebok, Godoy Macaco, Escola Paulista, Borges Lagoa, Pamplona e Paraiso).

 

Nessa período sua técnica aliado aos resultados alavancou sua fama de exímio passador de guarda tanto no Brasil como no exterior, que além de respeito e admiração do publico.

 

Em 2011, como condição inerente da evolução permanente que marcou sua trajetória assumiu o desafio de criar com seus alunos e associados uma rede de academias ligadas a Matriz por ele dirigida denominada de B9.

 

E principalmente a unificação das diretrizes e questões técnico-teóricas do consolidado Método de Ensino do Sensei Barbosa, estendendo a todos os alunos a oportunidade metodológica que permite aprender as técnicas mais eficientes de treinamento que ele aperfeiçoou durante sua carreira de mais de 30 anos.